Arquivo da tag: interação

CRPD DE PORTAS ABERTAS!

CRPD PEDE AJUDA!

Uma luz no fim do túnel para muitos!
CRPD de Santa Cruz de Portas Abertas

CRPD é o Centro de  Referência a Pessoa com Deficiência, e possui unidades em alguns bairros da cidade do Rio de Janeiro.     Nestas unidades são oferecidas terapias a pessoas com vários tipos de deficiência.

Algumas das terapias oferecidas são: musicoterapia, pedagogia, dança, teatro, esporte, informática, fisioterapia, fonoaudiologia, artesanato, Terapia Ocupacional, Assistência Social e Nutricionista.   Cada atendimento tem duração de 50 minutos, individual ou em grupo, dependendo da necessidade de cada usuário.

É inegável a funcionalidade do trabalho desenvolvido ali.  Crianças, adolescentes e adultos, recebem atendimento de qualidade, com profissionais dedicados, e isto se nota na evolução dos usuários.  Existem crianças com autista, por exemplo,  que chegaram lá sem falar, sem conseguir seguir ordens e quase três anos depois, estas crianças são outras.

Outro ponto a favor deste centro de atendimento,  é a sua localização.  O CRPD, encontra-se  em uma das áreas mais distantes do centro do Rio, a zona oeste.  As pessoas Portadoras de necessidades especiais desta região, sofrem com a dificuldade de acesso a locais de consulta e terapia,  devido a distância em relação ao centro da cidade.

Este fato torna esta unidade terapêutica de vital importância para a comunidade de Cruz e de bairros adjacentes.  Pois existem vários cadeirantes que utilizam os serviços ali oferecidos.  Estes usuários, que em sua maioria não possuem condução própria, podem contar com uma das estações do BRT, que fica em frente a entrada do centro de atendimento.

CRPD e a ângustia da Incerteza

 

Desde o ínicio do ano, paira um clima de apreensão, devido a situação dos profissionais que prestam atendimento no local.  Foi informado aos funcionários que estariam em aviso prévio, devido a troca de empresa que presta serviço para a prefeitura.  Após um tempo, isto foi prorrogado até 17 de julho.

O que tem angustiado a todos que convivem com a realidade daquela unidade é, e depois?

O que será feito dos funcionários e de todo o trabalho que eles já desenvolvem com os usuários?  E quanto aos usuários?  Alguns levaram meses para confiar em seus terapeutas, e só então apresentar um quadro evolutivo real.  Isto exigiu grande empenho e dedicação dos profissionais.   A preocupação de todos é ver isso sendo jogado fora.

FILAS DE ESPERA INTERMINÁVEIS

Outro ponto crítico do fechamento da unidade é a questão de fila de espera em outros centros da prefeitura.  As filas de espera são enormes, pois a demanda é muito maior que as vagas disponíveis, e muitas pessoas esperam a anos por uma vaga, que esta jamais chegou!  Como ficam estes usuários da unidade de Santa Cruz?  Ficariam sem auxílio, a espera da sorte de ser chamados novamente para recomeçar tudo novamente, pois dependendo do tempo pra realocação,  pode haver perda total de todo o progresso obtido!

E quanto aos usuários com dificuldade de locomoção devido a fatores físicos, como os cadeirantes; ou sensoriais, como no caso de alguns autistas?  Estes provavelmente, serão excluídos do programa de reabilitação, pois não terão condições de chegar ao local.  Visto que de Santa Crus para outros pontos da cidade, a viagem é bem distante!

TODOS JUNTOS PELO CRPD

Esta semana, foi realizada um  visita do Subsecretário Geraldo Nogueira  a unidade, onde foi convocada uma reunião, não comunicada  aos pais,  onde o mesmo informou que o aviso prévio dos funcionários foi prorrogado até outubro.  Acredita-se que tal ação foi tomada, após a divulgação em redes sociais sobre um abaixo assinado para que o  CRPD de Santa Cruz não feche suas portas e não tenha a troca de funcionários.

O desfecho desta história ainda é incerto.  Resta a todos que encontram ali a esperança de reabilitação que nossas autoridades se sensibilizem com a situação e resolva permanecer com o serviço oferecido a população tão sofrida da zona oeste do Rio de Janeiro e seus cidadãos portadores de necessidades especiais!

Segue link do abaixo assinado, com um pedido desesperado de ajuda!  POR FAVOR, NÃO DEIXEM O CRPD FECHAR SUAS PORTAS!

E também link do abaixo assinado da unidade de Irajá que passa pelo mesmo drama

DOMINGO AZUL- A VEZ DA INCLUSÃO!

Despertando: Respeito, Informação, amor e envolvimento com os Autistas!
Assim Floresce a Inclusão!

    Buscando a INCLUSÃO!

 

Com um pouco mais de um ano de vida, este grupo formado  por famílias com crianças autistas, luta de um jeito bem humorado pela inclusão de seus filhos na sociedade.

Conheci Ingrid pelo Facebook, e sempre conversávamos  sobre nossos filhos e nossas dificuldades em lidar com o desafio do Autismo.

Em uma manhã , depois de muito tempo, nos encontramos na esquina de nossas casas, por um acaso!  De primeira foi só um oi!  Mas a coisa evoluiu e decidimos uma semana depois do encontro na esquina, fazer um encontro com mães que morassem perto, porque descobrimos que eramos vizinhas! kkkkkk

Foi um corre corre, porque não sabíamos bem como seria… Mas topamos o desafio!  Em 18 de abril de 2016, criamos um grupo temporário no zap, e convidamos algumas mães e elas convidaram outras… E em 23 de abril de 2016, no último dia do feriado, lá estávamos nós, cinco famílias se reunindo em uma praça,  com suas crianças!   Um dos melhores dias da minha vida!

Resultado: O grupo de zap que era temporário, mudou para grupo fixo;  criamos uma página no FaceBook, com o nome do grupo; e até canal no YouTube, nós temos!  A equipe de duas administradoras, agora tem seis membros e a coisa não para.  O grupo já tem mais de 50 famílias engajadas e muito participativas.  Digo famílias, porque tem: Mães, pais e avós envolvidos e contribuindo com informações e apoio mútuo a quem chega!

Inicialmente o grupo era focado em famílias que residiam em Campo Grande, na zona oeste do Rio, e adjacências… Mas atualmente a coisa está além de nossas fronteiras!  Temos famílias de Jacarepaguá e Nova Iguaçu.

De lá para cá, muita gente já chegou e muita coisa já foi feita, mas muito ainda se tem a fazer!  Entre encontros oficiais e não oficiais, o Domingo Azul já teve uns dez encontros.  E em 2017 tem muita coisa legal para acontecer!

Nosso desejo é alcançar outras famílias que passam pelos mesmos dilemas que nós.  Desejamos difundir informações sobre o autismo, sobre qualidade de vida para autistas e suas famílias e dar apoio uns aos outros.

Sempre crendo que  Respeito+Amor+Informação+Amor = assim floresce a INCLUSÃO!

E a todos que desejarem fazer parte desta nossa família… SEJAM MUI BEM VINDOS!

Facebook: https://www.facebook.com/groups/216025188775348/

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCsc8ICUyWEkS5HLsTSh9hkA